20° Concurso de contos Luiz Vilela

Sai o resultado do 20.º Concurso de Contos Luiz Vilela
ITUIUTABA | Marco 4, 2011 as 6:53 pm

A Fundação Cultural de Ituiutaba vem há 20 anos realizando um dos mais importantes concursos literários do país, o Concurso de Contos Luiz Vilela, que homenageia com o seu nome um dos maiores escritores brasileiros de todos os tempos, o ituiutabano Luiz Vilela, aqui atualmente residindo.

Em 2010 foi realizado o 20.º Concurso, com a inscrição de 923 contos. A comissão julgadora, formada por Claudio Willer, de São Paulo, Luzilá Gonçalves Ferreira, de Recife, e Sérgio Rodrigues, do Rio de Janeiro, depois de mais de dois meses de árduo trabalho, chegou agora, no início de março, ao resultado.

O conto ganhador foi “Felicidade não se conta”, de Állex Leilla, de Salvador. Ela receberá, como prêmio, R$ 5.000,00. Além desse conto, outros nove foram selecionados pelos jurados, sem ordem de classificação, para serem depois publicados em livro, juntamente com o conto premiado. São eles: “Lições de casa”, de Antônio de Pádua Barreto Carvalho (Belo Horizonte); “A flor amarela”, de Bethânia Pires Amaro (Salvador); “Último domingo ao mar”, de Éder Rodrigues (Belo Horizonte); “Nem Julia, nem Tita”, de Elisabete Carvalho Peiruque (Porto Alegre); “Elizeu e Maria e a história que não lhes pertencia” de Emir Ross (Porto Alegre); “Tempo encontrado”, de Rosita Samarani Prates (Nova Santa Rita, RS); “Cão Maior”, de Thomé de Oliveira (Cananéia, SP); “A insustentável leveza do sonho”, de Uili Bergamin (Caxias do Sul, RS); e “x”, de Whisner Fraga (Ribeirão Preto, SP).

DIÁRIO DO PONTAL http://diariodopontal.com.br/noticias/?p=9823

Comentários

  1. Parabéns pela premiação, Állex. Tomei conhecimento da sua escolha na coluna literária da escritora pernambucana Luzilá Gonçalves no Diário de Pernambuco, edição de hoje. Como você sabe, ela foi membro da comissão julgadora do 20º concurso. Os elogios por ela tecidos ao seu trabalho vencedor aguçou ainda mais a vontade de lê-lo. Diga-me o caminho.

    Felicidades,
    Mauricio Gaspari
    Recife-PE
    mauriciogaspari@uol.com.br

    ResponderExcluir
  2. Parabéns!!!!!!!!!!!Em meu blog tem uma lista enorme de concursos literários, veja se algum lhe interessa...bjs

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo prêmio e dedicação pela arte literária!

    ResponderExcluir
  4. Anônimo9:43 AM

    Parabéns lapense.

    Xokito Cunha
    xokitoc@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pela sua premiação, ai de nós, jovens escritores se não fossem isso.

    Poeminha meu, para ler coisas melhores, é só pôr no google - ZeReys - e acessar algum link.

    ****/// ******

    Instante raro

    Hoje, dia 06/05/2011, eu vi uma cena quase extinta:
    Um ancião sentado numa esquina, fumando despreocupado, seu cachimbo.
    Parecia sonhar acordado...

    Do lado, expiando, uns olhos exímios de um jovem menino: o que estaria pensando, pensei, enquanto a fumaça serpenteava no ar, me levando.
    Fui me deixando nas mãos do tempo...

    Vi-me naquele menino, de olhos apertados,
    muito branco ali sentado, esperando.
    Até que vovô me dizia: Ande, vamos, caminhe, andando! E seguíamos...

    A fumaça, de repente, fez aquele pow! De desenho animado, e foi se apagando. O homem se levantou.
    O menino o acompanhou. E assim fomos, cada um pro seu lado e... Acabou!

    Grande abraço do ZeReys - Poeta do profundo.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns dinda!!! Não li, mas vindo de onde vem, deve ser O conto.

    Bjos!!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Leila

    agora, passado já algum tempo da divulgação do resultado, já é possível a gente conhecer o seu texto premiado? Eu gostaria de lê-lo. Obrigado.

    al.jorge@ig.com.br

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Entrevista com o poeta João Filho

Série: a difícil-incrível arte de viver - parte III

Série: a difícil-incrível arte de viver - parte II